Skip to main content


O professor perguntou para uma aluna negra, já por volta dos 50 anos, o que ela pensava sobre racismo. No que ela respondeu: “Não penso muito, mas sempre que necessário eu mando um racista tomar no cu.” (...)
Ele então pergunta: “E você acha que isso resolve?” “Não sei. Mas eu desejo a eles o mesmo que eles me desejam.”