Skip to main content


"[...] o Anjo de [Walter]Benjamin quereria ficar no passado ou voltar a ele; vira-se para o passado, contra o vento que dele vem e, acumulando ruínas a seus pés, o impele, num progresso forçado, juntamente com as ruínas, para o futuro".



"Os rumos dos protestos vão depender da dinâmica dos próximos dias e de como a esquerda vai se colocar. É tarde para uma aliança com a classe trabalhadora chinesa, muito presa a um chauvinismo disfarçado de comunismo?"



"Um espaço muito calmo e silencioso na Estrada de São Lázaro (Federação, Salvador-BA) para quem precisa se concentrar nos estudos — ainda melhor agora que o salão de leitura foi climatizado".



"ao invés de fazer uma denúncia ou um olhar clínico sobre a exploração, com dados e análises de especialistas sobre esse mundo do trabalho, [o cineasta Marcelo] Gomes faz poesia".




Policiais têm sido atacados durante sua folga por pessoas do movimento que os seguem e depois batem neles. Muitos acreditam que os policias merecem.
A questão da violência contra o Estado é obviamente discutida de forma diferente em #HongKong.



Não é necessário ser negro, mulher etc. para ter algo a dizer sobre as opressões correspondentes e se solidarizar/colaborar com os oprimidos que as sofrem. O mundo, no limite, também é um lugar de fala, que nos remete a uma solidariedade essencial.




"Qualquer anticapitalismo não-democrático tenderá a reciclar ou reforçar o poder hierárquco do capital e do Estado" - Miguel Serras Pereira, em meio a um debate no Passa Palavra sobre a grande figura que foi George Orwell:



O caminho é o de “lutar com as massas, viver com as massas, trabalhar com as massas”. Na perspectiva não da participação no Estado burguês e seus aparatos apodrecidos e sim a conjuração por sua destruição, forjando novas formas de organização e de combate.



Allan dos Santos, da condição de “investigado”, incrivelmente foi o mais beneficiado pela CPI. Se pudéssemos definir aqui rapidamente, Allan é um criminoso, mas mais que isso. Allan é um típico fascista midiático sem qualquer pudor em seus posicionamentos.



RT @pjonas@todon.nl
En Enero de 2017 los trabajadores de AGR-Clarín deciden tomar la planta contra el cierre de la gráfica y la pérdida de sus puestos de trabajo. Compartimos el relato de esta lucha con la voz de uno de esos trabajadores, Sebastián "Jerry", (1/3)





Em mais de 52 anos de carreira, José Mário Branco gravou uma série de álbuns onde buscava discutir, com as suas canções, as condições e relações de produção no capitalismo, a guerra, a solidariedade de classe e, sobretudo, a emancipação dos trabalhadores.



Com um novo partido criado em torno de si, Bolsonaro terá condições de levar até as últimas consequências a sua política demagógica, completamente submetida à sua vontade e à do seu núcleo familiar.
É uma nova fase do governo e do fascismo bolsonarista.




"Sou o Zé Mário Branco, 37 anos, do Porto: muito mais vivo que morto. Contai com isto de mim para cantar, e para o resto".
É com grande tristeza que noticiamos o falecimento, ocorrido há poucas horas por morte súbita, de José Mário Branco, um dos fundadores do Passa Palavra.

Image/Photo



#CuidadosDigitais
A imensa maioria dos casos de hackeamento e invasão de privacidade ocorre não por conta de um suposto poder inescapável dessas armas tecnológicas, e sim por um erro cometido pelo usuário final.



#Bolivia
Talvez o problema do nacionalismo seja de fato uma chave para entender como essa ultradireita foi capaz de aproveitar o momento.



"O levante do povo boliviano e de suas organizações foi o que, em última instância, provocou a queda do governo. Os principais movimentos exigiram a renúncia antes que as forças armadas e a polícia o fizessem". Por Raúl Zibechi